Você não queria uma amiga, queria uma psicóloga de graça

7 fev


Vamos ser francos, você diz que fazia tempo que não tinha uma amizade como essa, mas a grande verdade é que não queria uma amiga, e sim uma psicóloga que faria todo trabalho de graça.


Você queria alguém que ouvisse todas as suas histórias, mas que não precisasse lhe contar suas próprias. Você queria alguém que te desse conselhos, mas não precisasse ouvir os seus de volta.

Queria alguém cujos problemas não interferissem na sua vida; ou melhor: alguém que não tivesse problema algum. Alguém que estivesse à sua disposição a qualquer hora do dia, independente de seus compromissos.

Você queria alguém que entendesse que seus problemas são piores que os alheios, que as dúvidas são maiores e as crises são mais intensas. Queria alguém que te respondesse “sim” ao “Devo?” e não ao “Se importa?”.

Queria alguém cujos feitos não lhe importassem, cuja arte não precisava ser incentivada, cujas dúvidas não precisassem ser saciadas. Alguém que te ajudasse e fosse isso por si só — e não percebesse onde estava.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: